O guia rápido de Boletos bancários tem as seções:

  • O que é um boleto bancário?
  • Como configurar o sistema para utilizar boletos bancários?
  • Como gerar boletos bancários?
  • Como enviar boletos bancários por email para clientes?
  • Como gerar arquivos de remessa de cobrança?
  • Como processar arquivos de retorno de cobrança?
  • Como ver todos os boletos bancários gerados?
  • Como homologar a geração de boletos bancários na sua empresa?


O que é um boleto bancário?


O boleto bancário é um tipo de documento de cobrança emitido por um cedente (sua empresa) para um sacado (seu cliente) para que o seu cliente possa pagar uma conta a receber para sua empresa.


Para cobrar seus clientes utilizando boletos bancários sua empresa deve ter uma carteira de cobrança com uma instituição financeira.


Os boletos bancários gerados pela sua empresa devem ser registrados na instituição financeira e esse registro é feito através da geração de arquivos de remessa pelo sistema no padrão CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária) definido pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos).


Os arquivos de remessa normalmente são enviados para a instituição financeiro através do internet banking e ao processar esses arquivos a instituição financeira faz o registro dos boletos bancários.


Quando seu cliente paga um boleto bancário o valor pago geralmente é creditado na conta bancária da sua empresa no dia seguinte.


Para se comunicar com a sua empresa a instituição financeira utiliza arquivos de retorno no padrão CNAB que são disponibilizados normalmente 1 vez por dia no internet banking.


Nos arquivos de retorno a instituição financeira informa os boletos bancários que foram registrados, rejeitados, liquidados ou que tiverem outros movimentos de retorno como baixa, protesto enviado para cartório, cobrança de tarifas, ente outros.


Ao processar o arquivo de retorno no sistema o sistema já identifica todos os movimentos de retorno descobrindo os boletos bancários que foram registrados, rejeitados, liquidados ou tiverem outros movimentos.


Para os boletos bancários liquidados o sistema já sugere a conciliação automática com a suas contas a receber gerando os recebimentos.


Veja abaixo um exemplo de boleto bancário gerado no sistema:


Quais são as vantagens da utilização do boleto bancário?


Agora vamos entender as principais vantagens da utilização do boleto bancário.


Para o seu cliente as principais vantagens são:

  • Facilidade de pagamento em qualquer instituição conveniada até mesmo em casas lotéricas.
  • Possibilidade de pagamento através da leitura de código de barras através do internet banking.
  • Possibilidade de pagamento através de DDA (Débito direto autorizado) no internet banking com mais praticidade e agilidade.
  • Ausência de tarifas para fazer o pagamento que podem ser caras em outras formas de pagamento como TED ou DOC.


Para a sua empresa as principais vantagens são:

  • Cobrança de tarifas relativamente baixas pelas instituições financeiras.
  • Facilidade e confiabilidade na conciliação bancária através do processamento de arquivos de retorno.
  • Possibilidade de cobrança de multa e juros por atraso no pagamento.
  • Possibilidade de protesto de boletos bancários não quitados na data do vencimento.


Como configurar o sistema para utilizar boletos bancários?


Configurações gerais


A seguir apresentamos nossas recomendações para as principais configurações gerais relacionadas à utilização de boletos bancários:

  • Validações na exclusão de contas a receber vinculadas a boletos bancários: Recomendamos selecionar a opção "Permitir a exclusão de contas a receber vinculadas a boletos bancários com status "Aguardando remessa para banco" cancelando os boletos vinculados.
  • Bloquear a geração de boletos bancários com data de vencimento no passado: Recomendamos escolher a opção "Sim" para evitar rejeições no registro do boleto bancário na instituição financeira.
  • Endereço do servidor do boleto bancário: Digitar o endereço "boletobancario.nomus.com.br".
  • Cancelar automaticamente boletos com status aguardando remessa quando um novo boleto for gerado para a conta a receber: Sim
  • Cancelar automaticamente boletos com status aguardando remessa quando uma nota for cancelada ou denegada: Sim
  • Exibir coluna "Nosso número sequencial" do boleto bancário na tela de Contas a receber: Não


Cadastro de contas bancárias


Os boletos bancários são gerados em uma carteira de cobrança em uma instituição financeira que a sua empresa tem uma conta corrente.


Acesse a tela "Contas bancárias" e localize a conta bancária da instituição financeira que a sua empresa irá gerar boletos bancários.


Edite esta conta e revise o preechimento dos campos a seguir:

  • Agência: Informar o código da agência com o dígito verificador quando aplicável.
  • Conta corrente: Informar o código da conta corrente com o dígito verificador quando aplicável.
  • Convênio bancário padrão para geração de boletos bancários: Selecionar o convênio bancário (carteira de cobrança) da sua empresa com a instituição financeira. Esse convênio bancário deve ser cadastrado no sistema e isso será explicado na próxima seção deste artigo.


Veja abaixo um exemplo da tela de cadastro de contas bancárias com esses campos em destaque:



Cadastro de convênios bancários


O cadastro de convênio bancário existe para que a sua empresa cadastre todas as informações do convênio de cobrança bancária firmado com a instituição financeira que será utilizada para gerar boletos bancários.


Para cadastrar um convênio bancário acesse a tela "Convênios bancários" como na imagem a seguir:



Clique no botão "Novo convênio bancário" e preencha os campos conforme orientações apresentadas a seguir:


Aba Informações gerais

  • Código interno do convênio bancário: Informe um código interno para o convênio bancário, por exemplo, 01, 02, 03, 04, etc.
  • Tipo de serviço: Selecione a opção "1 - Cobrança". 
  • Conta bancária: Selecione a conta bancária que o convênio bancário ficará vinculado.
  • Carteira: Informe o número da carteira fornecido pelo gerente do seu banco seguindo os padrões descritos na seção "Orientações para configuração de convênios bancários" apresentada mais adiante neste artigo. Por exemplo "17".
  • Variação da carteira: Se necessário informe a variação da carteira fornecida pelo gerente do seu banco seguindo os padrões descritos na seção "Orientações para configuração de convênios bancários" apresentada mais adiante neste artigo. Por exemplo "019".
  • Número do convênio: Se necessário informe a variação da carteira fornecida pelo gerente do seu banco seguindo os padrões descritos na seção "Orientações para configuração de convênios bancários" apresentada mais adiante neste artigo. Por exemplo "2084068".
  • Nosso número sequencial: Informe o número do próximo boleto que será gerado pelo sistema seguindo os padrões descritos na seção "Orientações para configuração de convênios bancários" apresentada mais adiante neste artigo. A faixa de números disponível pode ser consultada com o gerente do seu banco  Por exemplo "12853". Uma dica interessante aqui é avaliar o preenchimento do campo "Nosso número" no último boleto emitido pela sua empresa no convênio que está sendo configurado. Por exemplo se o campo "Nosso número" está preenchido como "20840680000012848", o próximo número a ser gerado deve ser 12849.
  • Número do beneficiário: Informe o código do beneficiário fornecido pelo gerente do seu banco seguindo os padrões descritos na seção "Orientações para configuração de convênios bancários" apresentada mais adiante neste artigo. Por exemplo "40618".
  • Digito verificador do Número do Beneficiario: Se necessário informe o dígito verificador do código do beneficiário fornecido pelo gerente do seu banco seguindo os padrões descritos na seção "Orientações para configuração de convênios bancários" apresentada mais adiante neste artigo.  
  • Local de pagamento impresso no boleto: Escrever a frase "Pagável em qualquer banco até o vencimento. Após o vencimento atualize o boleto no site"
  • Imprimir linha digitável no recibo do boleto: Geralmente deixar desmarcado.


Aba Número do documento


Nessa aba você define como o sistema vai preencher o campo "Número do documento" do boleto bancário.

  • Deseja que o sistema gere o "Número do documento" do boleto bancário automaticamente?: Geralmente recomendamos escolher a opção "Como padrão Sim".
  • Regra para geração do "Número do documento" do boleto bancário: Escreva uma regra utilizando as variáveis do quadro "Variáveis que podem ser utilizadas na regra para geracao do numero do documento do boleto bancario" que devem ser chamadas utilizando o caracter "@" na frente. Alguns exemplos de regra:
    • @codBoleto
    • @numerodocumentofiscal
    • @numNFe
    • @numNFe | @parcela
  • Espécie do documento: Geralmente seleciona-se a opção "DM" que significa "Duplicata mercantil".


Aba Instruções do boleto bancário


Preencha o campo "Instruções do boleto bancário" com o texto das instruções que aparecerão no campo "Instruções" no boleto bancário utilizando as variáveis disponibilizadas no quadro "Variáveis que podem ser utilizadas na instrução do boleto bancário" e as sintaxes apresentadas no quadro "Sintaxes que podem ser utilizadas na instrução do boleto bancário".


Variáveis devem ser chamadas utilizando o caracter @ na frente e operações matemáticas devem ser feitas entre parêntesis no padrão {operação matemática}.


Segue abaixo um exemplo de texto para esse campo:


Juros.....: 1,00% ao mês - (R$ {(@valorTotalDoBoleto*0,01)/30} ao dia)

Multa.....: 2,00% após 1 dia corrido do vencimento

BOLETO BANCARIO REFERENTE A NOTA FISCAL Nº @numeroNf


Aba Desconto, multa e juros


Desconto por antecipação no pagamento    

  • Tipo de desconto por antecipação de pagamento em contas a receberInforme se a sua empresa concede desconto por antecipação no pagamento, e caso positivo, informe os parâmetros para cálculo do desconto pelo sistema. Geralmente a opção mais comum é "Não aplicável".


Multa por atraso no pagamento

  • Tipo de cálculo de multa por atraso em contas a receber: Informe se a sua empresa aplica multa por atraso no pagamento, e caso positivo, informe os parâmetros para cálculo da multa pelo sistema. Geralmente a opção mais comum é "Percentual".
  • % da multa por atraso em contas a receber (%): Informe o percentual de multa por atraso no pagamento. Geralmente o percentual mais comum é "2".
  • Número de dias corridos de atraso para aplicação da multa: Informe o número de dias corridos de atraso para aplicação da multa por atraso no pagamento. Geralmente o valor mais comum é "1".


Juros por atraso no pagamento

  • Tipo de juros por atraso em contas a receberInforme se a sua empresa aplica juros por atraso no pagamento, e caso positivo, informe os parâmetros para cálculo do juros pelo sistema. Geralmente a opção mais comum é "Taxa mensal".
  • Taxa mensal de juros (%): Informe a taxa mensal de juros por atraso no pagamento. Geralmente a taxa mensal mais comum é "1".
  • Forçar data de início de pagamento de juros igual à data de agendamento da conta a receber: Recomendamos marcar esse campo.


Protesto por atraso no pagamento

  • Tipo de prazo para protesto: Informe se a sua empresa faz protesto automático de boletos bancários vencidos, e caso positivo, informe os parâmetros para protesto que serão seguidos pela instituição financeira. Geralmente a opção mais comum é "Não protestar".


Baixa de boleto não pago após o vencimento

  • Procedimento para baixa de boleto não pago após a data de vencimento para CNAB 240Informe se a sua empresa deseja baixar automaticamente boletos vencidos. Essa opção só está disponível para arquivos de remessa no padrão CNAB 240. Geralmente a opção mais comum é "1) Baixar o boleto X dias após a data de vencimento".
  • Número de dias corridos após a data de vencimento para baixa de boleto de não pago: Informe após quantos dias da data de vencimento o boleto não pago será baixado automaticamente pela instituição financeira. Por exemplo "60" dias.


Aba Arquivos de remessa

  • Padrão CNAB do arquivo de remessa: Selecione o padrão CNAB do arquivo de remessa da sua instituição financeira, 240 ou 400. Essa informação deve ser consultada com o gerente do seu banco.
  • Numero inicial do arquivo de remessa: Informe o número do 1o arquivo de remessa que será gerado pelo sistema. Por exemplo "1".
  • Padrão utilizado para o nome do arquivo de remessa: Selecione o padrão utilizado para nomear o arquivo de remessa gerado pelo sistema. A opção mais comum é "Padrão Nomus (Código interno do convênio bancário + Número da remessa)", entretanto, dependendo do seu banco, pode ser necessário escolher um padrão específico para o arquivo de remessa ser aceito pelo banco.
  • Número inicial do sufixo do nome do arquivo de remessa no dia (de 0 a 99): Campo geralmente fica vazio, só é preenchido em situações especiais. Para entender em que situações esse campo deve ser preenchido leia o texto dentro do quadro "Entenda os padrões disponíveis para gerar o nome do arquivo de remessa".
  • Extensão do arquivo de remessa gerado pelo sistema: Geralmente seleciona-se a opção ".REM".
  • Código de identificação do responsável e forma de emissão do bloqueto: Geralmente seleciona-se a opção "2) Cliente Emite".
  • Código de identificação do responsável pela distribuição do bloqueto: Geralmente seleciona-se a opção "2) Cliente Distribui".
  • Bloquear a geração de boletos bancários para contas a receber sem vínculo com NF-e ou NFS-e autorizada: Marque se desejar que o sistema bloqueia a geração de boletos bancários para contas a receber não vinculadas com uma NF-e ou NFS-e.


Aba Arquivos de retorno


Configure como o sistema irá calcular os valores recebidos no processamento do arquivo de retorno utilizando as variáveis disponibilizadas no quadro "Variáveis que podem ser utilizadas nas formulas para calculo dos valores recebidos no processamento do arquivo de retorno".


Os campos que devem ser preenchidos são:

  • Fórmula para cálculo do Valor recebido: Configure como o sistema vai calcular o valor recebido na conta corrente da sua empresa no pagamento do boleto. As opções mais comuns são:
    • @valorPago
    • @valorPago - @taxaBancaria
    • @valorPago + @taxaBancaria
  • Fórmula para cálculo do Valor da taxa bancária: Configure como @taxaBancaria quando o seu banco já desconta o valor da taxa bancária do valor recebido pela sua empresa. Caso contrário configure com o valor 0.
  • Fórmula para cálculo do Valor da multa/juros: Configure como o sistema vai calcular o valor de multa/juros quando o cliente pagar o boleto com atraso. Alguns exemplos de aplicação de fórmula são:
    • @valorPago-@valorCobrado
    • @acrescimos
  • Fórmula para cálculo do Valor do desconto: Configure como o sistema vai calcular o valor de desconto quando o cliente pagar o boleto com antecipação. Alguns exemplos de aplicação de fórmula são:
    • @valorCobrado-@valorPago
    • @valorCobrado-(@valorPago+@taxaBancaria)


Para todas as fórmulas acima o sistema só considera resultados positivos. 


Para definir essas fórmulas recomendamos que o seu Analista de Implantação analise o arquivo de resposta após a leitura do arquivo de retorno disponibilizado pelo sistema.


Aba Avançado


Defina como o sistema vai gerar o nome do arquivo do boleto bancário no campo "Regra para geração do nome do arquivo do boleto bancário" utilizando qualquer variável disponibilizada no quadro "Variáveis que podem ser utilizadas na regra para geração do nome do arquivo do boleto bancário" chamando as variáveis utilizando o caracter "@" na frente.


Por exemplo "@nossoNumeroBoleto".


Orientações para configuração de convênios bancários


Na tabela abaixo apresentamos orientações gerais para configuração de convênios bancários em todos os bancos homologados pelo sistema Nomus para geração de boletos bancários.


Clique nesta tabela para expandir a imagem em uma nova aba do seu navegador.



Códigos de movimentos de remessa e retorno


Os movimentos de remessa e retorno nos arquivos CNAB para comunicação entre a sua empresa e a instituição financeira tem códigos pré-definidos pela instituição financeira.


Por exemplo no Banco do Brasil os principais movimentos tem os seguintes códigos:

  • Remessa - Entrada de títulos: Código 01
  • Retorno - Entrada confirmada: Código 02
  • Retorno - Entrada rejeitada: Código 03
  • Retorno - Liquidação: Código 06
  • Retorno - Outros movimentos: Códigos diversos


No sistema Nomus esses códigos são cadastrados na tela "Códigos de movimentos de remessa/retorno" como na imagem a seguir:



O sistema Nomus já vem com os principais códigos de movimento de remessa e retorno já cadastrados nos principais bancos.


Entretanto, caso a sua empresa precise cadastrar novos códigos, clique no botão "Novo código de movimento de remessa/retorno".


Na tela de criação de código de movimento de remessa/retorno preencha os campos:

  • Banco: Selecione o Banco.
  • Tipo de movimento: Selecione o tipo de movimento. Para cobrança bancária só faz sentido selecionar os tipos de movimento "Remessa" ou "Retorno".
  • Nome do movimento: Selecione o nome do movimento. Para tipo "Remessa" temos 1 única opção "Entrada de títulos", já para opção "Retorno" temos 4 opções "Entrada confirmada", "Entrada rejeitada", "Liquidação" e "Outros movimentos". A opção outros movimentos deve ser utilizada para qualquer movimento de retorno com a finalidade diferente de "Entrada confirmada", "Entrada rejeitada" e "Liquidação".
  • Código do movimento: Informe o código do movimento de acordo com o padrão da instituição financeira.
  • Ativo: Marque este campo.


Como gerar boletos bancários?


Os boletos bancários são gerados para as contas a receber, o sistema gera 1 boleto bancário para cada conta a receber.


Para gerar boletos bancários você deve criar uma conta a receber em uma conta bancária que tenha pelo menos 1 convênio bancário do tipo "Cobrança".


Quando a conta a receber é gerada a partir do processo de vendas o sistema já preenche as informações para geração de boleto bancário de acordo com a configuração "Convênio bancário padrão para geração de boletos bancários" no cadastro da conta bancária.


Quando a conta a receber é criada livremente no módulo Financeiro, ao selecionar a conta bancária, o sistema também já preenche as informações para geração de boleto bancário de acordo com a mesma configuração.


Na tela de criação/edição de conta a receber as informações para geração do boleto bancário são apresentadas na aba "Boleto bancário" como na imagem a seguir:



Já as informações de desconto, multa e juros configuradas no convênio bancário são exibidas na aba "Desconto, multa e juros" como na imagem a seguir:


Para gerar um boleto bancário para a conta a receber, clique na conta a receber e utilize o submenu "Gerar boleto bancário" como na imagem a seguir.



Após clicar nesse submenu o sistema vai gerar o documento pdf para o boleto bancário como na imagem apresentada a seguir:


Após a geração do boleto bancário veja que o campo "Nosso número boleto bancário" é preenchida na tela "Contas a receber".


Se desejar ver o boleto bancário vinculado à conta a receber a qualquer momento clique na conta a receber e utilize o submenu "Ver boleto bancário".


Se desejar gerar boletos bancários em lote selecione várias contas a receber e utilize o botão "Ações > Gerar boleto bancário".


Uma pesquisa interessante que pode ser feita na tela Contas a receber para gerar boletos bancários em lote é utilizar os campos de pesquisa:

  • Status: Pendente
  • A conta a receber já possui boleto gerado?: Não
  • Forma de pagamento: Boleto bancário


Na tela "Documentos de saída" é possível gerar boletos bancários para todas as contas a receber geradas a partir do documento de saída.


Para fazer isso clique no documento de saída e utilize o submenu "Gerar boletos bancários para as contas a receber".


Na tela "Documentos de venda de serviço" também é possível gerar boletos bancários para todas as contas a receber geradas a partir do documento de venda de serviço.


Para fazer isso clique no documento de venda de serviço e utilize o submenu "Gerar boletos bancários para as contas a receber".


Se quiser gerar um boleto bancário para uma conta a receber que já tenha um boleto bancário, clique na conta a receber e utilize o submenu "Gerar boleto bancário" para o sistema gerar um novo boleto bancário e cancelar o boleto bancário que foi gerado anteriormente.


Como enviar boletos bancários por email para clientes?


Primeiramente vamos entender como configurar o o sistema para enviar boletos bancários por email.


Configuração no cadastro de empresas


Acesse a tela "Empresas", clique na empresa e utilize o submenu "Editar" para editar a empresa.


Clique na aba "Financeiro" e preencha os campos do quadro "Notificações por email na geração do boleto bancário" conforme recomendações apresentadas a seguir:

  • Enviar email automaticamente na geração do boleto bancário: Marque se desejar que o sistema envie emails automaticamente para todos os clientes no momento da geração do boleto bancário.
  • Preencher com os mesmos emails informados na "Autorização da NF-e: Marque se desejar que o sistema preencha os campos "Para", "Cc", "Cco" e "Resposta para" utilizando os mesmos emails configurados para autorização da NF-e.
  • Emails para preenchimento do campo "Para": Sugerimos não preencher.
  • Emails para preenchimento do campo "Cc": Sugerimos preencher com um email do grupo "Financeiro", por exemplo: financeiro@suaempresa.com.br.
  • Emails para preenchimento do campo "Cco": Sugerimos não preencher.
  • Emails para preenchimento do campo "Resposta para": Sugerimos preencher com um email do grupo "Financeiro", por exemplo: financeiro@suaempresa.com.br.
  • Nome do remetente do email: Configure o nome do remetente do email utilizando as variáveis disponibilizadas no quadro "Variáveis do remetente". Por exemplo "@nomeUsuario da @nomeEmpresa".
  • Assunto do email: Configure o assunto do email utilizando as variáveis disponibilizadas no quadro "Assunto do email". Por exemplo "Boleto bancário @nossoNumeroBoleto emitido por @nomeEmpresa para @nomePessoaBoleto".
  • Corpo do email relacionado ao boleto bancário: Escreva o texto padrão da mensagem do email utilizando as variáveis disponíveis no quadro "Variáveis do corpo". Apresentamos a seguir um exemplo de texto que pode ser personalizado pela sua empresa.


Prezado(a) @nomePessoaBoleto,


Você está recebendo o Boleto Bancário número @nossoNumeroBoleto de @razaoSocialEmpresa no valor de R$ @valorBoleto com data de vencimento em @dataVencimentoBoleto.


Por favor, veja em anexo a esse email o boleto bancário.


@corpoNFe


Atenciosamente,

@razaoSocialEmpresa

@telefoneEmpresa

@siteEmpresa


  • Corpo do email relacionado à NF-e vinculada à conta a receber: Escreva o texto padrão para complementar a mensagem do email utilizando as variáveis disponíveis no quadro "Variáveis do corpo" para quando o boleto bancário estiver sendo gerado para uma conta a receber vinculada a uma NF-e. Esse texto é apresentado quando a variável @corpoNFe é utilizada no campo acima. Apresentamos a seguir um exemplo de texto que pode ser personalizado pela sua empresa.


Este boleto bancário está relacionado à Nota Fiscal Eletrônica número @numeroNFe no valor total de R$ @valorTotalNFe.


A chave de acesso desta NF-e é @chaveNFe e seu protocolo de autorização é @protocoloAutorizacaoNFe.


Por favor, veja em anexo a esse email o DANFE e arquivo XML desta NF-e.


Veja abaixo uma imagem da configuração no cadastro de empresas:



Configuração no cadastro de pessoas


Acesse a tela "Pessoas", clique na pessoa dos seus clientes e selecione o submenu "Editar" para editar a pessoa.


Clique na aba "Financeiro" e preencha os campos dentro do quadro "Notificações por email na geração do boleto bancário" conforme orientações a seguir:

  • Enviar email automaticamente na geração do boleto bancário: Marque se desejar que o sistema envie emails automaticamente para este cliente no momento da geração do boleto bancário.
  • Preencher com os mesmos emails informados na "Autorização da NF-e: Marque se desejar que o sistema preencha os campos "Para", "Cc" e "Cco" utilizando os mesmos emails configurados para autorização da NF-e.
  • Emails para preenchimento do campo "Para": Sugerimos preencher com um email do grupo "Financeiro", por exemplo: financeiro@suaempresa.com.br.
  • Emails para preenchimento do campo "Cc": Sugerimos não preencher.
  • Emails para preenchimento do campo "Cco": Sugerimos não preencher.


Envio de boleto bancário por email para o cliente


Agora vamos entender como enviar o boleto bancário por email para o cliente.


Acesse a tela "Contas a receber" clique no boleto bancário que deseja enviar para o cliente e selecione o submenu "Enviar boleto bancário por email".


Você será levado para a tela de envio do boleto bancário por email como na imagem a seguir:



Clique no botão "Enviar email" para enviar o email para o cliente.


Interessante notar que nessa tela é possível marcar para anexar o DANFE, XML e CC-e da NF-e.


Por fim, os boletos bancários também podem ser enviados por email na tela "Enviar DANFE e XML da NF-e por email" que é acessada a partir da tela "Painel de NF-e".


Como gerar arquivos de remessa de cobrança?


Para registrar os boletos bancários sua empresa deve gerar o arquivo de remessa e enviar esse arquivo de remessa para a instituição financeira.


Atenção somente boletos bancários registrados podem ser pagos pelo seu cliente.


Para fazer isso acesse a tela "Arquivos de remessa de cobrança" e clique no botão "Novo arquivo de remessa".


Na tela de criação de arquivo de remessa de cobrança selecione:

  • Empresa
  • Conta bancária
  • Convênio bancário


E clique no botão "Carregar movimentos de remessa pendentes de envio".


O sistema vai carregar todos os movimentos de remessa de entrada de títulos que ainda não foram vinculados com nenhum arquivo de remessa como na imagem a seguir:



Os movimentos de remessa de entrada de títulos são criados automaticamente pelo sistema no momento da geração do boleto bancário.


Nessa tela o sistema já seleciona todos os movimentos de remessa pendentes, e caso você deseje incluir todos esses movimentos no arquivo de remessa, clique no botão "Salvar".


Após salvar clique no arquivo de remessa criado e utilize o submenu "Gerar arquivo de remessa" para o sistema gerar o arquivo de remessa.


Após gerar o arquivo de remessa clique no submenu "Download do arquivo de remessa".


Veja que o sistema gera um arquivo no formato txt no padrão a seguir:



Salve o arquivo de remessa em uma pasta na sua rede.


Acesse o internet banking da sua instituição financeira e envie o arquivo de remessa gerado pelo sistema.


Após fazer esse envio pelo internet banking, clique no arquivo de remessa no sistema Nomus e utilize o submenu "Registrar envio do arquivo para o banco".


Ao clicar nesse submenu o status do arquivo de remessa é modificado para "Arquivo enviado para o banco".


Se desejar ver todos os movimentos de remessa do arquivo clique no arquivo e utilize o submenu "Ver movimentos de remessa".


Como processar arquivos de retorno de cobrança?


Agora vamos entender como processar os arquivos de retorno de cobrança gerados pela sua instituição financeira.


Os arquivos de retorno são gerados pela sua instituição financeira para se comunicar com a sua empresa e geralmente são disponibilizados 1 vez por dia no internet banking.


Nos arquivos de retorno a sua instituição financeira informa os boletos bancários que foram registrados, rejeitados, liquidados ou que tiverem outros movimentos de retorno como baixa, protesto enviado para cartório, cobrança de tarifas, ente outros.


Pelo menos 1 vez por dia, acesse o internet banking da sua instituição financeira, faça o download do arquivo de retorno e salve este arquivo em uma pasta na rede da sua empresa.


Depois acesse a tela "Arquivos de retorno de cobrança" no sistema Nomus como na imagem a seguir:



Clique no botão "Novo arquivo de retorno".


Na tela de criação de arquivo de retorno de cobrança selecione:

  • Empresa
  • Conta bancária
  • Convênio bancário


Selecione o arquivo de retorno da sua instituição financeira no campo "Arquivo" e clique em "Salvar".


Após salvar o arquivo de retorno, clique no arquivo e utilize o submenu "Processar arquivo de retorno".


Ao clicar nesse submenu o sistema processa o arquivo de retorno e te leva para a tela "Conciliação de boletos bancários" como na imagem a seguir:


Nessa tela o sistema já identifica todos os movimentos de retorno descobrindo os boletos bancários que foram registrados, rejeitados, liquidados ou tiverem outros movimentos.


Para entender o funcionamento dessa tela vamos avaliar 5 casos:

  • Boleto registrado localizado no sistema
  • Boleto rejeitado localizado no sistema
  • Boleto pago localizado no sistema
  • Boleto pago não localizado no sistema
  • Boleto com outros movimentos


Boleto registrado localizado no sistema


Esse é o caso de um movimento de retorno de entrada confirmada como na imagem a seguir:



Nesse caso o sistema modifica o status do Boleto de "Aguardando registro" para "Registrado".


Boleto rejeitado localizado no sistema


Esse é o caso de um movimento de retorno de entrada rejeitada como na imagem a seguir:



Esse caso ocorre quando a instituição financeira não registra o boleto por algum motivo.


Nesse caso o sistema modifica o status do Boleto de "Aguardando registro" para "Rejeitado".


Para tratar esse caso recomendamos gerar um novo boleto bancário para o cliente.


Boleto pago localizado no sistema


Esse é o caso de um movimento de retorno de liquidação como na imagem a seguir:



Nesse caso o sistema modifica o status do Boleto de "Registrado" para "Pago" e já sugere a conciliação com a conta a receber que gerou o boleto.


Ao clicar no botão "Conciliar" o sistema gera o recebimento e baixa a conta a receber.


Perceba que no topo da tela temos o botão "Conciliar todos" que permite a conciliação de todos os boletos localizados pelo sistema com 1 único clique.


Caso você se arrependa da conciliação é só clicar no botão "Desfazer conciliação" para o sistema excluir o recebimento gerado e reabrir a conta a receber.


Boleto pago não localizado no sistema


Esse é o caso de um movimento de retorno de liquidação como na imagem a seguir:



Nesse caso o sistema identifica um movimento de liquidação porém não consegue vincular com um boleto bancário gerado pelo sistema.


Isso normalmente ocorre durante as primeiras semanas da operação do boleto bancário no sistema Nomus quando a sua empresa gerou boletos bancários em outro sistema.


Nesse caso você deverá fazer a conciliação manual utilizando o botão "Localizar conta a receber" ou "Registrar recebimento".


Após localizar a conta a receber ou registrar um recebimento clique no botão "Conciliar" para o sistema gerar o recebimento e baixar a conta a receber vinculada se aplicável.


Caso você se arrependa da conciliação é só clicar no botão "Desfazer conciliação" para o sistema excluir o recebimento gerado e reabrir a conta a receber.


Boleto com outros movimentos


Esse é o caso de um movimento de retorno diferente de entrada confirmada, entrada rejeitada e liquidação como na imagem a seguir:



Nesse caso o sistema não irá tomar nenhuma ação e o usuário também não precisa tomar nenhuma ação.


Como ver todos os boletos bancários gerados?


Para ver todos os boletos bancários gerados pelo sistema acesse a tela "Boletos bancários" como na imagem a seguir:



Perceba que nessa tela é possível fazer pesquisas por campos chave como:

  • Código interno do boleto
  • Empresa
  • Conta bancária
  • Convênio Bancário
  • Nosso número Boleto Bancário
  • Número do documento
  • Valor
  • Data de vencimento
  • Pessoa
  • Código da conta a receber
  • NF-e origem
  • Status
  • Cancelado?


Em relação ao status do boleto bancário, temos 5 status possíveis:

  • Aguardando remessa para o banco: Boleto foi gerado porém ainda não foi incluído em nenhum arquivo de remessa.
  • Aguardando registro: Boleto já foi incluído em um arquivo de remessa mas ainda não foi registrado.
  • Registrado: Boleto foi registrado e está aguardando pagamento.
  • Rejeitado: Boleto foi rejeitado pela instituição financeira.
  • Pago: Boleto foi pago pelo cliente.


Ao clicar em um boleto e utilizar o submenu "Ver movimentos de remessa/retorno" é possível ver todos os movimentos de remessa e retorno vinculados ao boleto como na imagem a seguir:



Como homologar a geração de boletos bancários na sua empresa?


Após fazer todas as configurações no sistema e antes de começar a gerar boletos bancários para seus clientes, recomendamos homologar a geração dos boletos bancários seguindo os passos abaixo:

  • 1) Criar uma conta a receber livremente pelo sistema no valor de R$ 100,00 com o sacado sendo a pessoa da sua própria empresa.
  • 2) Gerar o boleto bancário para essa conta a receber.
  • 3) Gerar o arquivo de remessa incluindo esse boleto bancário.
  • 4) Enviar esse arquivo de remessa para a instituição financeira pelo internet banking para registrar o boleto.
  • 5) No dia seguinte importar o arquivo de retorno do banco e confirmar se o boleto foi registrado.
  • 6) Após confirmar o registro do boleto, fazer o pagamento do boleto a partir de uma outra conta bancária da sua empresa ou até mesmo em uma casa lotérica.
  • 7) No dia seguinte ao pagamento avaliar se o valor pago entrou na conta da sua empresa.
  • 8) Importar o arquivo de retorno do banco e confirmar se o boleto foi pago e que o sistema localizou a conta a receber corretamente.
  • 9) Fazer a conciliação bancária do boleto pago e confirmar que o sistema fez o lançamento do recebimento vinculado à conta a receber corretamente.